Brasão Pe. Uiliam

 

 

        

         

Pe. Uiliam Gonçalves Ferreira nasceu em Itapagipe, MG, Brasil, em 25 de fevereiro de 1986 e foi ordenado em 2 de junho de 2011, por Dom Francisco Carlos da Silva, Bispo Diocesano de Ituiutaba, MG.

 

Brasão Sacerdotal — Escudo espanhol — as famílias Gonçalves e Ferreira têm suas origens na Espanha —, esquartelado. A cruz, em ouro, que representa a realeza de Cristo, divide os quartéis do escudo onde se encontram: no 1.º quartel, em campo em azul, o símbolo de Maria Santíssima, em prata, com doze estrelas de cinco pontas, em prata, formando um círculo, representando as doze tribos de Israel; no segundo quartel, em campo em azul, a estrela de David, em prata, símbolo da descendência de São José, Patrono Universal da Igreja; no terceiro quartel, em campo em vermelho, o símbolo do fiel pelicano, representando Nosso Senhor Jesus Cristo que alimenta seu povo com a própria Carne e o próprio Sangue, aqui representado pela cor vermelha do campo; e, no quarto quartel, dois triângulos escalenos, um superior, de verde, simbolizando as terras férteis da região, e um inferior, de prata, simbolizando o Triângulo Mineiro, que está separado por dois filetes em azul, tendo em comum com a Mesopotâmia o fato de estar localizado entre dois rios (Rio Grande e Rio Paranaíba). Na parte inferior deste quartel, uma pedra que representa Pedro, o primeiro Papa da Igreja Católica, e a origem toponímica do nome da cidade natal do Pe. Uiliam: Ita (pedra) e pagipe (dura). Encimando o escudo, o símbolo dos brasões sacerdotais: o chapéu prelaíco, em preto, com seu interior forrado de vermelho, cordões e borlas, em preto. As borlas, em número de duas, são dispostas uma de cada lado do escudo. Sob o escudo, o listel, em ouro e preto, com a inscrição: “Eis-me aqui, Senhor!”, em preto, tirada do Livro do Profeta Isaías (6,8).

 

 

Significado das cores:


Ouro (amarelo)
— Realeza e Excelência da Nobreza.
Prata (branco) — Fé, Pureza, Integridade.
Azul — Representa a Mãe de Deus, justiça e piedade.
Vermelho — Fortaleza, bons cuidados, valorosidade, fidelidade, alegria e honra.
Verde — Silêncio, abundância, amizade, esperança.
Preto — Prudência, cuidados humanos, modéstia, temor, discrição.


_________________
 

Colaborou na criação deste brasão, bem como na sua descrição, o ituiutabano Edson Angelo Muniz, historiador, genealogista, autor e editor dos livros “Família Muniz — Tronco do Triângulo Mineiro” e "O robô de bom coração", estudioso da Heráldica e membro da ALAMI — Academia de Letras, Artes e Música de Ituiutaba. A montagem deste brasão, em CorelDraw, também foi feita pelo design gráfico Edson Angelo Muniz.

* * * * *    

Clique aqui para voltar ao Menu

"Estudos sobre Heráldica e Vexilologia"

na página de Edson Angelo Muniz

 

 

* * * * *