Brasão Pe. Eurípedes Júnior

 

 

        

         Pe. Eurípedes Ferreira da Costa Júnior nasceu em Ituiutaba, MG, Brasil, em 10 de fevereiro de 1986, e foi ordenado em 2 de julho de 2011, na Paróquia São Benedito, por Dom Francisco Carlos da Silva, Bispo Diocesano de Ituiutaba, MG.

 
Brasão Sacerdotal — Escudo português, esquartelado, recorda a origem lusitana dos antepassados do Pe. Eurípedes, assim como, dos fundadores do Arraial de São José do Tijuco, hoje, Ituiutaba. A cruz de Nosso Senhor, em ouro, divide os quartéis do escudo onde se encontram: no primeiro quartel, de azul, com o clássico monograma de Maria, formado pelas letras “M” e “A” sobrepostas, entre um círculo formado por doze estrelas, tudo de prata — as estrelas representam as doze tribos de Israel —; no segundo quartel, uma chave, de ouro, e uma espada, de prata e ouro, decussadas em aspa — a chave representa a Igreja e simboliza São Pedro, e a espada, simboliza São Paulo, santos da devoção do Pe. Eurípedes, que são os padroeiros da paróquia São Pedro e São Paulo de Ituiutaba —; no terceiro quartel, em campo em vermelho, o Cordeiro de Deus, representando a Eucaristia. No Evangelho, escutamos João Batista que, apresentando Jesus ao mundo, exclama: “Eis o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” O cordeiro, na Bíblia, e em outras culturas, é o símbolo do ser inocente, que não pode causar dano a ninguém, mas só recebê-lo; e, no quarto quartel, de azul, uma flor de lírio, de branco e verde natural, representando São José, Padroeiro da Diocese de Ituiutaba; abaixo da flor, quatro ondas de prata, que representam o Rio Tijuco, que deu nome à cidade (I = rio; TUIU = tijuco; TABA = cidade — cidade do Rio Tijuco). Encimando o conjunto, o chapéu eclesiástico de preto, forrado de vermelho, com seus cordões em cada lado, terminados em cada lado por uma borla, tudo de preto. Sob o conjunto, um listel de prata, forrado de vermelho, ostenta como divisa a legenda “O Senhor fez em mim maravilhas, Santo é o seu nome!” (Lc 1,49), escritas em letras maiúsculas e minúsculas, de azul, em duas linhas.

 

 

Significado das cores:


Ouro (amarelo) —
Caridade e Excelência da Nobreza.
Prata (branco) — Fé, Pureza, Integridade.
Azul — Representa a Mãe de Deus, justiça e piedade.
Vermelho — Fortaleza, bons cuidados, valorosidade, fidelidade, alegria e honra.
Preto — Prudência, cuidados humanos, modéstia, temor, discrição.

_________________
 

Colaborou na criação deste brasão, bem como na sua descrição, o ituiutabano Edson Angelo Muniz, historiador, genealogista, autor e editor dos livros “Família Muniz — Tronco do Triângulo Mineiro” e "O robô de bom coração", estudioso da Heráldica e membro da ALAMI — Academia de Letras, Artes e Música de Ituiutaba. A montagem deste brasão, em CorelDraw, também foi feita pelo design gráfico Edson Angelo Muniz.

* * * * *    

Clique aqui para voltar ao Menu

"Estudos sobre Heráldica e Vexilologia"

na página de Edson Angelo Muniz

 

 

* * * * *