* * * * *

O homem e a natureza

 

                                               Autor: Edson Angelo Muniz

 

 

A natureza foi criada por Deus para que o homem pudesse sobreviver na terra, em harmonia com todos os seres vivos. Em nome do progresso e da ciência, o homem, ganancioso e sem escrúpulos, vem destruindo a natureza, condenando o Planeta Terra e a humanidade a um fim trágico.

Em 2007 comecei a escrever o livro “O robô de bom coração”, que foi publicado em 2011, cujo tema principal é a destruição da Terra pelas mãos do homem. A Igreja Católica, na Campanha da Fraternidade de 2011, traz como lema “Fraternidade e a vida no Planeta — A criação geme em dores de parto”.

Após o lançamento do meu livro, fiz uma intertex-tualidade com 110 títulos de músicas sertanejas e criei o poema abaixo, focando esta questão ecológica e o grande problema das mudanças climáticas que o homem está enfrentando. Vamos nos unir em prol da preservação da natureza, da preservação do Planeta, da preservação da vida...
 

* * * * *

Ao olhar o azul do céu, / fico feliz, / porque / Deus é bom. /
Deus fez tudo certo: / espaço sideral, / terra, /

mar, / céu e sol, / lua, / nuvens que passam, /

a chuva, / o arvoredo, / as flores e os animais, /

homem e mulher, / a vida... /
 
A chuva, / presente da natureza, / cai, cai... /
Enquanto a chuva vai caindo, / agradeço a Deus /
pela chuva e pelo chão, / essa / terra boa, /

nossos campos verdes, / semente germinada... /

Que felicidade. / quem planta colhe. /
Que seja bem-vinda / a colheita. /
 
Por que / o mesmo homem, / irmão da terra, /

filho de Deus, / filho ingrato, / sem juízo, /

arrasou / a natureza? / Queimadas, / poluição, /

rio agonizante, / sem esperança... /
Pássaro sem ninho, / animal em extinção, /
as andorinhas, / sem direção. / vidas perdidas... /
 
Pra não dizer que não falei das flores, /
Festival de cores, / as flores do lago, /
As flores do jardim, / as flores da praça, /
As flores estão morrendo! / as flores e os animais... /
 
Meu irmão! / chega! / vamos parar! /

O futuro está em nossas mãos. /
Ouça / a voz da mata, / gritando: / vem me socorrer!... /
Pare, olhe, escute / a voz da consciência. /
Tá esperando o quê? / se toca! / de que planeta você veio? /
 
Nossa terra querida, / mãe natureza, / berço de Deus, /
sofre e chora / gemidos abafados, / lamento da natureza. /
Infelizmente, / não / sem revanche... /
 
Tá tudo mudado: / terremoto / vendavais, / geada, /

a seca, / a enchente, / ventos uivantes, / chuva grossa... /
Chuva de lágrimas, / lágrimas de dor, /
Lágrimas de pai, / Deus está chorando por nós! /
 
Alerta geral: / que será de nós? / O que fazer? /
Só depende de nós. / Vamos nessa! /
Vamos construir / um mundo melhor, /
Um mundo de amor, / amor sagrado, /
amor, acima de tudo, / por Deus. /
 
Vamos juntos, / com Deus na frente, /
pelo caminho da paz, / caminhando pelo mundo, /
defendendo a natureza, / amando outra vez /
a nossa casa: / planeta água, / planeta azul, /
planeta Terra, / terra de todos nós... /

 

___________________

Publicado no Jornal do Pontal em 28 de junho de 2011.

 

 

 

* * * * *

 

Clique aqui e leia outros poemas

de Edson Angelo Muniz

 

* * * * *