P
oema em homenagem a Ituiutaba e à África

 

 

*

POESIA À RAÇA NEGRA

Autores: Enio Eustaquio Ferreira e Nima Imaculada Spigolon
 


Ituiutaba, porto seguro do lado de cá,
Cresce com a força do povo de lá;
Cana-de-açúcar, leite, é Sol de suar.
É a minha cidade, vim aqui pra morar.
É a África que faz o povo cantar.

É a festa do Divino na porta do lar,
Saudando o santo que faz a vida rodar.
É o negro na pele, e a voz a gritar.
Liberdade é direito em todo lugar.

É a África que faz o povo cantar,
É a África que faz o povo dançar.
E, no Brasil, as raças vêm-se entrelaçar,
Para, no mundo, a mensagem de paz lançar;
Enfim, as raças e os povos o amor alcançar.

Nossa Ituiutaba a África segue a abraçar,
Cujo vôo de liberdade faz a alma alçar.
Ituiutaba e África entoam um verso de igualdade
De tudo e de todos, no Universo.
É a África que faz o povo cantar.
É Ituiutaba que faz o povo se encantar.

Reescrevendo a história no livro da vida:
Esperança! Justiça! Glória vivida...
Vence lutas, procelas, preconceitos e o mar;
Conquistas e desafios, vida a derramar.
África e Ituiutaba conjugam o verbo amar,
Sob as bênçãos de Deus, fraternidade a declamar.
 

_____________

Nota: Este poema foi publicado no livro IV Antologia de Poetas de Ituiutaba, editado pela ALAMI em 2006.