Acrósticos de

Edson Angelo Muniz

 

 

 

* * * * *

 

 

Amor oculto

                                  

Oculto é o meu amor, e ardente

                          o desejo de beijá-la com ardor.
Navego em um mar de sonhos,

                          procurando incessantemente por você,
Imagino-a em meus braços, acariciando-a,

                        sentindo o seu calor.
Conquistou-me, mas me tornei

                        um apaixonado triste,
E a essa tristeza, que não tem fim,

                        meu coração não resiste.


Garbosa e sorridente

                       você sempre me vem em fantasia,
Acalentando a esperança

                       de que por você serei amado.
Recordo seu rosto... Sua boca...

                       Seus olhos cheios de alegria.
Como você é encantadora;

                       meu anjo adorado!
Impossível esquecê-la,

                       pois você habita o meu pensamento.
Assim vou vivendo, amando-a à distância...

                       É um tormento!


Meu corpo suplica o seu,

                      e este desejo me enlouquece.
Uma dor intensa invade a minha alma

                      e fico carente de você.
Noite e dia espero pelo seu amor,

                      mas ele não me aquece.
Interiormente estou feliz, pois carrego você

                      inteirinha no meu coração...
Zelo pela minha felicidade,

                      por isso tentarei fugir desta solidão...

 

 

(29.6.1972)

 

 

 

VOLTAR