Acrósticos de

Edson Angelo Muniz

 

 

 

* * * * *

 

 

Amizade sincera

 

                                    

Menina... Morena que me fascina
Apenas com um olhar dos teus,

Rico de bondade é o teu coração.
Ilumina o teu caminho, o nosso Deus,
Aos amigos nunca deixa na solidão.


Tenho tua imagem na mente guardada
E no coração a tua doce candura.
Receba de mim, garotinha mimada,
Este poema, que reflete a tua doçura.
Zangada comigo não quero te ver,
Isto porque: "Quando se tem um amigo",
No fundo da alma, "amigo mesmo do peito",
Hoje, amanhã e sempre "a amizade é um abrigo,
Abrigo doce, sereno e mais que perfeito."

 


Garbosa e sorridente te vejo irradiando
Uma amizade e um carinho, ao seu jeito.
Isso faz com que meu coração, sem comando,
Mais forte bata e quase pule do meu peito.
Ainda te digo, e te digo francamente,
Receba um amigo, com carinho e humildemente,
Assim nunca terás vazio o teu coração,
E Deus te fará sempre, e sempre mais gente,
Servindo a uns e a outros dando a mão.

 

 

                                                                (1.12.1980)

 

 

* * * * *

 

 

Beatriz

 

Bela como a pétala de uma flor,
Elegante, linda, graciosa e meiga é

A filhinha querida de Nívea e Volninho.

Todos os anjos protejam-lhe para sempre.
Rogamos a Deus que lhe dê saúde,
Inteligência, felicidade, paz e amor...

Zelo e compreensão nunca lhe faltem.

 

                                                                  (2.8.2005)

 

 

 

* * * * *

 

 

Kátia

 

Kátia... Menina travessa, de olhos e cabelos castanhos.
Ágil, inteligente, sempre carinhosa e sorridente.

Teus olhos são gotas de cristal; cheios de mistérios,
Infinitamente belos. Luz que à escuridão encobre,
Avivando a beleza do amanhecer... Brilho da vida.

 

                                                                  (8.10.2005)

 

 

* * * * *