FAMÍLIA MUNIZ

Tronco do Triângulo Mineiro

Autor: Edson Angelo Muniz

 

Tia Nenê

Poema de Edson Angelo Muniz

 

Dalcina Muniz de Moraes

 

Tia Nenê é uma joia raríssima

Que guardo no cofre do meu coração

Canto pra ela com amor e carinho

E não escondo a minha emoção

 

É uma das filhas do Grande Nenê Muniz

E da pequena notável Helena Teixeira

Ela tem onze irmãos que nunca esquece

Dos quais ela sempre foi companheira

 

Esse anjo de carinho e de ternura

Em 58 casou com o Antônio Quirino

E desde então mora lá na Mateirinha

Cumprindo, com fé, o seu destino

 

Tia Nenê deu à luz a onze filhos:

A Sonia, a Sonilda, a Soneida e a Suelena,

O José, a Joana Rita, o Soneir e o Moisés,

O Sérgio, o José Bernardino e a Luzia Helena.

 

Quando um destes filhos chegava chorando,

Correndo, braços abertos, ao teu regaço,

Ela ninava e acariciava até que ele dormia

Todo feliz e seguro no aconchego do teu abraço.

 

"Ser mãe é ter tudo e não ter nada."

É criar os filhos para o mundo.

É dar aos outros aquilo que era seu!

É cravar no peito, o punhal do amor, bem profundo.

 

Com dificuldade, mas com fé e esperança,

Cuidou dos filhos, com amor, a vida inteira

Ela tem muitos netos e bisnetos.

Êta mulher de fibra, corajosa e guerreira

 

Nenê é um apelido carinhoso

Que ganhou quando ainda era menina

É o mesmo apelido de seu saudoso pai

Mas seu nome verdadeiro é Dalcina.

 

Às vezes, na vida há desencontros

Mas Deus será sempre o nosso guia

Tia Nenê, lembre-se que eu te amo muito

E lhe desejo paz, saúde, amor e alegria.

 

* 

 

Clique aqui para ter acesso a mais informações sobre os familiares de

Dalcina Muniz de Moraes na Árvore Genealógica da Família Muniz.

 

* 

 

Para adquirir livros de Edson Angelo Muniz, clique aqui.