SÃO  JOSÉ  DO  TIJUCO

VILLA  PLATINA

ITUIUTABA

 


* * * * *

 

 

ACÁCIO ALVES CINTRA SOBRINHO
 

Prefeito - 1977 a 1982

 

 

            Acácio Alves Cintra Sobrinho nasceu em 6 de janeiro de 1935, em Ituiutaba, MG, filho de Lázaro Alves Costa e Maria do Carmo Alves. Concluiu o primário na Escola Estadual João Pinheiro, o ginasial no Colégio São José e o comercial no Instituto “Marden”. Foi aluno da Escola Estadual João Pinheiro, onde concluiu o Primário — sendo que sua primeira professora foi Dona Alice Junqueira —, concluiu o Ginasial no Colégio São José e o Comercial no Instituto “Marden”. É bacharel em Direito pela Faculdade de Direito de Uberaba-MG. Acácio sempre foi idealista e, como tal, ingressou na política ainda jovem, tornando-se prefeito de Ituiutaba, cujo mandato foi de 1977 a 1982, onde assinou vários projetos importantes que estão hoje arquivados nos anais da administração municipal. Acácio foi um renomado empresário, proprietário da EGIL, empresa gráfica pioneira em Ituiutaba, que esteve sob a sua direção desde 1960. Sua empresa era uma extensão do seu lar, e tanto lá quanto aqui, ele sempre tratava a todos com muito carinho, humildade e respeito. Era muito humanitário. Acácio começou a trabalhar aos 11 anos de idade, na gráfica de seu cunhado, Ercílio Domingues da Silva, primeiramente, como office-boy, passando a chapista e impressor tipográfico e, de madrugada, entregador do jornal Folha de Ituiutaba. Depois, em 1960, em sociedade com o Ercílio, adquiriu algumas máquinas e caixas de tipos móveis, nascendo, assim, a Gráfica EGIL, e, em 1973, comprou a parte que cabia ao cunhado.

            Acácio sempre foi idealista e, como tal, ingressou na política ainda jovem, tornando-se prefeito de Ituiutaba, cujo mandato foi de 1977 a 1982. Como prefeito, assinou vários projetos importantes que estão arquivados nos anais da administração municipal. Dentre eles, destacamos a sua atenção à Cultura: criou a Galeria de Arte Fernando Cássio (Decreto N.º 1.645, de 11 de março de 1977), e, com a organização da Divisão de Cultura de Ituiutaba, realizou vários eventos culturais: a Feira de Arte de Ituiutaba, com apresentações de teatro de fantoches, poesia de cordel, grupos primitivos de folclore, dança e outras manifestações culturais, sendo intensa a participação das escolas, todo ano; a Feira do livro, em parceria com a FAFI — Faculdade de Filosofia —, constando de conferências e lançamentos de livros, com a presença de vários escritores, como: Alciene Ribeiro Leite — Diretora da Divisão de Cultura —, Luiz Vilela, Rauer, Roberto Maciel, Altair Alves Ferreira, Luiz Fernando Emediato, Paulinho Assunção, Wander Piroli e outros; o Festiférias (Festival de Música MPB); o Festival da Viola (Música Sertaneja), cujo prêmio maior era o troféu “Viola de Ouro”; o lançamento, em Minas Gerais, do Filme “Doramundo”, do diretor e cineasta ituiutabano João Batista de Andrade; e outros eventos culturais. Antes de ser prefeito Acácio Cintra exerceu outros cargos públicos em Ituiutaba: secretário da Fundação Educacional, durante oito anos; tesoureiro da FAFI, durante oito anos; professor de História na Escola Estadual Gov. Israel Pinheiro; vereador da Câmara Municipal (1971-1972); membro da Comissão de Finanças e Orçamento e da Comissão de Justiça e Redação da Câmara Municipal; diretor do Departamento de Administração, do Departamento de Finanças e do Departamento de Educação e Cultura da Prefeitura Municipal; secretário da Prefeitura Municipal; chefe de gabinete do Prefeito; secretário municipal da Fazenda e Administração da Prefeitura Municipal, nas gestões dos prefeitos Samir Tannús e Fued Dib; membro da Comissão de Avaliação de Pessoal e da Comissão Organizadora da I, II e III Exposições Agropecuárias; redator do jornal Folha de Ituiutaba; redator e diretor do jornal Informador Tijucano; membro do Diretório do MDS e do PMDS de Ituiutaba.

            Acácio Cintra governou Ituiutaba juntamente com o seu vice-prefeito, Eurípedes da Costa Mello, que foi Prefeito Interino por dois meses.

            Em 1970, Acácio Alves Cintra Sobrinho casou-se com Zaida Ribeiro Franco Alves e teve dois filhos: Alfredo e Madalena, e quatro netos: Matheus, Giovana, Guilherme e Ana Luiza. Além de fazendeiro e pecuarista, Acácio foi um renomado empresário, enquanto proprietário da EGIL, empresa gráfica pioneira em Ituiutaba, que esteve sob a sua direção de 1973 a 2003, ano em que veio a falecer, no dia 23 de novembro. Sua empresa era uma extensão do seu lar e, tanto num quanto na outra, ele sempre tratava a todos com muito carinho, humildade e respeito. Muito humanitário, seus funcionários, antes de tudo, eram seus amigos.

 

 

VOLTAR