FAMÍLIA ANGELO
Tronco do Triângulo Mineiro

Autor: Edson Angelo Muniz

 

FRANCISCO ANGELO DE SOUZA JÚNIOR "CHICO ANGELO"

       


     

 

Chico Angelo nasceu em Ituiutaba, Minas Gerais, em 12 de março de 1964, filho de Francisco Angelo de Souza e Maria Aurora de Souza. Formou-se Professor, em 1996, no curso de Estudos Sociais do ISEPI — Instituto Superior de Ensino e Pesquisa de Ituiutaba —, e ministrou aulas em várias escolas de Ituiutaba e região. Candidatou-se ao cargo de Vereador, nas eleições de 1992, e a Deputado Estadual, nas Eleições de 2006. Atualmente, Chico Angelo trabalha na Prefeitura Municipal de Ituiutaba.

Chico Angelo teve um relacionamento amoroso com Rogeni Antonia da Silva, sem se casarem, e tiveram uma filha: Mona Lisa Angela da Silva Souza. O casal se separou. Chico Angelo se casou com Maria Tereza Cardoso Guarany, em 24 de abril de 2009, no Cartório de Registro Cilvil de São Paulo, e têm dois filhos: Samuel Angelo de Souza Guarany e Ester Angelo de Souza Guarany.



*



 

Palavras de Chico Angelo:

 

Sempre, em tudo o que faço, agradeço a Deus. Tudo que acontece na minha vida, seja de bom ou de ruim, me serve como um novo aprendizado. Escrevi um livro de poesias, intitulado Sonho, que foi um sucesso para mim, pois coloquei em prática, passando para o papel, o dom que o Senhor Onipotente me deu, ser escritor. Antes desse meu livro ser lançado, surgiu o 2.º Concurso Contos do Tijuco “Altair Alves Ferreira” — organizado pela ALAMI — Academia de Letras, Artes e Música de Ituiutaba —, e então, um primo-amigo meu, membro dessa academia, convidou-me para participar do concurso. Relutei, mas ele acabou me convencendo, por isso, além de agradecer a Deus, agradeço, também, a esse primo-amigo, por eu estar fazendo parte do grupo de escritores tijucanos. Quando a comissão julgadora do concurso revelou o resultado, foi ele, o meu primo-amigo Edson Angelo Muniz, um escritor com alta bagagem literária, que me telefonou dando a bela notícia de que o meu conto "Vontade de fumar" estava entre os dez contos escolhidos e que seria publicado em livro. Depois do resultado, e da divulgação dos premiados desse concurso nos canais de comunicação da cidade, facilitou sobremaneira o lançamento de meus outros livros: Vontade de fumar, contos, Sonho e lágrimas, poemas, e Lágrimas de solidão, poemas. Em 2015 fui aceito como membro da ALBC — Academia de Letras do Brasil Central; me sinto realizado, e, ao mesmo tempo, orgulhoso, pois penso eu que todo escritor almeja um feito como este.

 

 

VOLTAR